Cultura

Musicais- 10 cenas inesquecíveis

O cinetoscópio elegeu as 10 cenas mais inesquecíveis de Musicais do cinema. E nós concordamos em gênero, número e grau. Qual é a sua opinião?

       10 – A vida de Brian (Always Look the Bright Side of Life-1979, dir. Terry Jones)

Esse aqui não é bem um musical, mas toda a genialidade do Monty Python está nesse filme. Aprecie sem moderação e lembre-se de sempre olhar o lado bom da vida. 
09 – Elephant Love Song – Moulin Rouge – Amor em Vermelho (2001, dir. Baz Luhrman)


Impossível não morrer de amores por esse pout-porri. Ewan McGregor e Nic Kidman brilham muito nesse musical moderno que trouxe de volta o gênero ao gosto do público.


08 – America – Amor, Sublime Amor (1961, dir. Jerome Robbins, Robert Wise)


Uma versão latina de Romeu e Julieta que se passa no México. O filme nem é tão bom assim, verdade, mas vale assistir pelas músicas e ótimas interpretações, além das coreografias belíssimas.


07 – Piruetas – Os Saltimbancos Trapalhões (1981, dir. J.B. Tanko)


Juntos eram imbatíveis, tanto que estão em 7º lugar nessa lista. Os Trapalhões e Chico Buarque (tinha que ter o dedo dele) representaram o Brasil no cenário da enxurrada de musicais hollywoodianos.


06 – Make Them Laugh – Cantando na Chuva (1952, dir. Stanley Donen, Gene Kelly)

Não teria graça colocar Gene Kelly em seu momento “Singing in the Rain”, então vamos com a cena mais antidepressiva do cinema.


05 – Time Warp – The Rocky Horror Picture Show (1975, dir. Jim Sharman)


Esse filme está entre os melhoores do mundo de todos os tempos. Muito riso, muita alegria.


04 – Diamonds are Girls Best Friend – Os Homens Preferem as Loiras (1953, dir. Howard Hawks)


Nic Kidman cantou em Moulin Rouge, mas quem eternizou esse hino foi a diva loira, Marilyn Monroe.


03 – Do Re Mi – A Noviça Rebelde (1965, dir. Robert Wise)

Classiquérrimo! A Noviça que encantou o planeta não poderia faltar nessa lista.


02 – Cheek to Cheek – O Picolino (1935, dir. Mark Sandrich)


Heaven… I’m in Heaven…exalando paixão pelos poros e cantando como se estivesse no céu.




01 – Over The Rainbow – O Mágico de Oz (1939, dir. Victor Fleeming)


E cá estamos. Judy Garland como Dorothy realmente rules.O momento musical mais sublime do cinema.

Assinamos embaixo da opinião do Cinetoscópio, mas existem outras cenas que não podem faltar na nossa lista pessoal:

                 Singing in the rain- Clockwork Orange (1971, dir. Stanley Kubrick)



                                Cell block Tango- Chicago (2002, dir. Rob Marshall)



Dancing Queen- Mamma Mia- (2008, dir. Phyllida Lloyd)

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s